Mulher pela metade

 

Mulher pela metade

 

Eu e minha mulher estamos em processo de adoção de um filho.

Fiquei surpreso quando ela me disse que não se sentia uma mulher completa por não ter tido filhos. Foi esse sentimento que fez com que decidíssemos adotar.

Talvez você se pergunte o que isso tem a ver com você e sua busca de encontrar o amor. Tem tudo a ver. Vou explicar melhor.

Você já parou para observar quais são as suas motivações na busca do amor? Por que você faz o que faz?

Responder a essa pergunta não é algo sem importância, pelo contrário. Embora poucas mulheres parem para pensar a respeito, essa reflexão é fundamental pois é ela que norteia a procura. Quando você desanimar e pensar em desistir da busca, você poderá se lembrar dessas respostas que elas vão te dar um novo ânimo para prosseguir até encontrar o seu amor.

Então te faço a pergunta: por que você quer encontrar o seu amor? Para ser feliz? Para constituir uma família? Para não ficar sozinha? Para ter uma segurança financeira? Para se sentir uma mulher completa? Pare e pense no que te faz prosseguir nessa busca.

De um modo geral, com minhas clientes eu aceito todas as respostas. O importante é ter consciência dessas motivações.

No entanto, no caso de você ter respondido que quer encontrar a sua outra metade, caso tenha um sentimento de falta, incompletude, de ser mulher pela metade, eu gostaria de me aprofundar um pouco mais na reflexão.

O que te falta realmente? Que parte que você não tem que o amado vai te completar?

Em realidade, não te falta nada!

O problema desse sentimento de incompletude é que você vai tender a depositar em algo fora de você, no outro, a causa da sua felicidade e completude. E é aí que reside o problema pois com esse pensamento-sentimento você está se tornando dependente daquele que vai te completar e fazer feliz e sem quem você viverá eternamente infeliz e incompleta.

Essa consciência de ser faltante é um grande causador de problemas nos relacionamentos pois se sou incompleto e faltante, me torno dependente de quem me completa. Eis aí a raiz da insegurança e do ciúmes nos casamentos.

 

mulher pela metade

 

Tenha certeza que, baseado nesse sentimento, você e seu parceiro vão viver um relacionamento tolhido e dependente, exatamente o que você não queria no início.

Quer meu conselho? Trate de se ‘desfazer’ desse sentimento. Jogue-o fora. Sei que falar é mais fácil do que fazer, mas tudo começa com o querer.

Existem algumas técnicas no coaching que podem resolver esse problema. Se quiser saber mais a respeito, agende uma sessão experimental.

Gostaria de ouvir sua opinião sobre tudo isso que falei aqui. O que te motiva a procurar o seu amor? Você se sente uma meia mulher?

Deixe aqui o seu comentário e compartilhe o post com uma amiga que pense dessa maneira. Minha missão é ajudar as mulheres a serem felizes e sua opinião é importante para eu saber se estou no caminho certo. ?