Amor verdadeiro, como ter um para sempre?

 

Amor verdadeiro, como ter um para sempre?

Recentemente uma leitora me enviou essa pergunta.

Por ter me gerado uma boa reflexão sobre o assunto, compartilho a resposta que dei.

 

* * *

 

Olá

Obrigado pela sua pergunta. Ela é instigante.

Vou responder em duas partes.

 

1ª Parte da Resposta) COMO TER UM AMOR VERDADEIRO?

O primeiro passo é você ter clareza do perfil do seu amor verdadeiro. Quais são as características dele? Você tem clareza dessas características? Faça uma lista com todas as características: faixa etária, biotipo, profissão, atividades físicas, lazer, gostos musicais, estado civil, religião, com ou sem filhos, etc. Liste tudo o que você acha necessário no seu amor.

Tendo escrito a lista das características do seu amor, o próximo passo é iniciar a procura. Realize ações diferentes das que você fez até agora. Seja criativa e proativa nessa busca.

Algumas mulheres tendem a imitar a Branca de Neve e ficam adormecidas em casa na esperança de que o príncipe encantado vá salvá-las desse sono amoroso. Provavelmente vão ficar sozinhas para sempre. O bilhete premiado não bate na sua porta. Você precisa sair de casa e começar a procurar.

Outro erro muito comum é não conseguir selecionar, filtrar, aqueles homens que não possuem as características que você definiu. O perfil é essencial nessa hora para você ter segurança para dizer o sim para quem está no perfil e não para quem não está. Muitas mulheres ficam receosas de dizer não para quem não está no perfil e por causa disso não conseguem dizer sim para quem está no perfil. Exercite dizer não. Isso vai te permitir falar sim com mais facilidade.

Menciono isso no meu ebook. Se você ainda não o leu, clique aqui para fazer o download gratuito e faça os exercícios.

 

Amor verdadeiro

 

2ª Parte da Resposta) COMO TER UM AMOR VERDADEIRO E PARA SEMPRE?

Como mencionei, a primeira parte da pergunta é fácil, ou ao menos não tão complicada de ser alcançada. O problema é o ‘para sempre’. Para sempre é bastante tempo, ainda mais que vivemos em uma época em que o amor é líquido. Se fosse na época dos nossos avós, tudo seria mais fácil. Por outro lado as relações não seriam tão plenas, as mulheres não teriam direitos iguais, não haveria tanto diálogo no casamento. Como em tudo, há prós e contras.

É possível viver um amor verdadeiro e para sempre? Possível é, mas não é tão fácil assim. Que o digam os elevados índices de separação. Se fosse fácil todos os casais ficavam juntos a vida inteira.

É preciso se arriscar, se expor à possibilidade de fracasso, do término e acima de tudo da dor e do sofrimento.

Se você não ousar, nunca saberá se o seu amor verdadeiro era para sempre.

Nesse momento coragem e esperança (mindset positivo) são essenciais para que você considere que seja possível viver o amor verdadeiro para sempre.

Outra dica, durante o casamento, pratique o ensinamento de Gandhi: seja você o exemplo da mudança que você quer ver no mundo. Se você quer que seu amor seja amoroso, seja você amorosa. Se você quer que seu amor seja cuidadoso, seja você cuidadosa. Se você quer que seu amor seja companheiro, seja você companheira.

E vá vivendo dia-a-dia a dialética dessa relação, vá construindo o seu amor verdadeiro e para sempre dia-a-dia. Lembre-se que a felicidade – e podemos incluir o amor aí também – não está em um lugar, com uma pessoa, e sim em cada passo que vocês dão juntos.

Não há segurança absoluta, 100% de certeza que o seu amor será para sempre, mas vale a pena a caminhada, vale a pena tentar.

Nessa jornada, recomendo que por agora você se foque no primeiro passo, definir o perfil do seu amor. Em seguida dê o segundo passo, começar a procurar. Esqueça o para sempre, esqueça o futuro e foque no aqui e agora. A felicidade mora só nesse lugar.

Espero tê-la ajudado.

Escreva aqui embaixo sua dúvida ou comentário. Sua opinião é importante para mim.

Envio minhas bênçãos para que você encontre o seu amor verdadeiro. Que ele seja infinito enquanto durar – de preferência, a vida toda. Mas se terminar antes, tudo bem. Valeu a pena ainda assim.

E se precisar de ajuda nessa busca, fale comigo. Esse é exatamente o meu trabalho. 🙂